MATÉRIAS

30/07/15 - Cavalcante Agroindustrial abrirá filial em Castilho

Anúncio oficial foi feito pelo empresário Cyro Cavalcante na tarde de terça-feira, 28, durante palestra sobre o plantio da mamona. Industrial elogiou Prefeitura pelo apoio

Um dos maiores produtores de óleo de mamona do mundo surpreendeu Castilho na tarde de terça-feira, dia 28, ao anunciar que a cidade foi escolhida para receber a mais nova unidade da Cavalcante Agroindustrial. A montagem da fábrica, de acordo com o empresário Cyro Cavalcante, começa no próximo ano.

A indústria é especializada na produção do óleo de mamona, produto que eles exportam para dezenas de países e cujo mercado está em franca expansão. De acordo com o industrial, a nova unidade da empresa seria instalada em Barra do Bugres-MT, mas os resultados surpreendentes obtidos com o plantio experimental de 100 hectares de mamona no assentamento Pendengo, em Castilho, o fizeram mudar de ideia.

“No Brasil, um pé de mamona da melhor qualidade produz em média 7 a oito cachos. Mas em Castilho, 80% da área cultivada produziu a surpreendente média de 13 cachos por planta. Ainda mais espantoso foi encontrar em alguns lotes, plantas com até 20 cachos. Nem mesmo o IAC [Instituto Agronômico de Campinas] conseguiu obter resultados tão positivos”, afirmou o empresário.

Para Cyro Cavalcante, a produtividade de Castilho supera todas as expectativas e justifica a instalação de uma unidade de sua indústria no município. O empresário destacou ainda outras vantagens que pesaram positivamente em sua opção pelo município: logística de distribuição privilegiada, grande número de produtores rurais e proximidade entre os assentamentos, qualidade das estradas, terras férteis, maquinário agrícola adequado e apoio total do poder público.

“Trabalho há vários anos com pequenos produtores, mas dificilmente encontro um município onde a prefeitura contribua tão significativamente para manter as estradas em boas condições e dotar as associações rurais de tratores e implementos. Também é preciso destacar a proximidade dos assentamentos com a malha viária pavimentada do município, o que conta muitos pontos no escoamento da safra. Em todos estes aspectos, a prefeitura de Castilho está de parabéns”, disse Cyro, que há três anos procurava a cidade ideal para receber a nova unidade de sua empresa.

Àrea de Plantio

O industrial veio a Castilho a convite do vice-prefeito Paulo Boaventura (PMDB), diretor do Departamento de Desenvolvimento Econômico e Social para falar aos pequenos produtores de Castilho sobre as vantagens e facilidade do plantio da mamona. A fábrica que será instalada no município tem capacidade para processar a produção de 2.100 hectares de mamona trabalhando em três turnos.

Para garantir a operação em pelo menos um turno, Cyro informou que em novembro deste ano iniciará o plantio, por conta própria, de 700 hectares de terras em Castilho. “Esta quantidade é suficiente para mantermos a fábrica funcionando em pelo menos um turno. Mas o que queremos é trabalhar muito mais e para que isso aconteça, precisamos ter vocês assentados como nossos parceiros”, disse.

A Cavalcante oferece vantagens nesta parceria. “Quem iniciar o plantio conosco este ano, vai receber as sementes e o adubo foliar, além da orientação técnica de nossa equipe. Também oferecemos um contrato de compra de toda a produção”, afirmou. Os benefícios oferecidos serão mantidos nos anos seguintes somente aos parceiros que fizerem o contrato neste ano.

Cyro planeja retornar a Castilho dentro de 30 dias para reunir-se com líderes das associações de produtores e para cadastrar os assentados interessados em iniciar o plantio em novembro. Enquanto isso, os produtores que perderam o encontro desta terça-feira (28) podem obter maiores informações sobre a proposta feita pela Cavalcante Agroindustrial com Francisco Assis Souza, o “Nino”, com sua esposa Maria de Fátima Jesus Silva (no assentamento Pendengo - (18) 99721-5519) ou com o diretor da Divisão Agropecuária, José Carlos Justi (3741-1662).

Fonte: http://www.jfolharegional.com.br/
<< Voltar para matérias